quinta-feira, 28 de junho de 2012

Rede de solidariedade ecumênica se manifesta diante da atitude do Vaticano em reconhecer novo governo

Rogéria Araújo
Jornalista da Adital
Adital
Diante do reconhecimento do Vaticano sobre o novo governo paraguaio, uma rede de solidariedade ecumênica se formou e está repudiando o golpe de estado institucional que destituiu, na última sexta-feira (22), o então presidente Fernando Lugo de seu cargo. Hoje, a representação oficial da igreja católica consagrou Federico Franco como atual mandatário.

Na quinta-feira, enquanto deputados e senadores da oposição orquestravam o julgamento político de Lugo, os Bispos católicos já se manifestavam pela destituição do presidente, eleito legitimamente pelo povo em 2008.

Diante deste quadro, representantes de diversas igrejas da América Latina lançaram um comunicado de adesão firmando apoio incondicional a Fernando Lugo e deplorando o processo demagogo e irresponsável do qual foi vítima.

"América Latina vive uma mudança de época: o Reino de Deus traz dores de parto, pois a esperança não deixa de nascer a partir dos humildes e se constroem governos populares e democráticos – com avanços e contradições – que fazem eco das demandas de nossos povos, povos historicamente empobrecidos pelas oligarquias locais e pelos setores conservadores da política latino-americana que respondem aos interesses do imperialismo norte-americano”, afirma o documento.

A posição tomada pela Igreja Católica no Paraguai em momento extremamente delicado que pesa sobre a democracia do país gerou várias críticas por parte de setores mais comprometidos e progressistas da Igreja. No dia seguinte ao resultado do julgamento político que declarou Lugo culpado, sobretudo pela morte de 17 pessoas entre indígenas e policiais durante um conflito no sudeste do país, Federico Franco recebeu a comunhão em cerimônia na Catedral Metropolitana de Assunção e, com isso, a benção do Vaticano.

"Devemos ter bem presente, hoje, com mais ânimo que nunca, que só a mobilização e a organização popular sustentam esses governos que querem impulsionar um projeto libertador em favor das maiorias populares. Para que o diabo não ganhe vantagem alguma sobre nós, não se pode ignorar as maquinações dos inimigos dos povos que hoje celebram esta destituição”, afirma o texto.

Em texto à parte, o teólogo e biblista chileno, Pablo Richard, também se manifestou sobre a atitude da Igreja Católica no Paraguai. Ele afirmou que os/ católicos/as da América Latina estão se sentindo literalmente golpeados com a rápida legitimação dada pelo Núncio Apostólico ao golpe de estado. Lembrou que da mesma forma, o golpe de estado em Honduras [junho de 2009] obteve a benção com a mesma rapidez.

"Nós, católicos, nos sentimentos deslegitimados e ofendidos pela atitude dos núncios apostólicos da Igreja Católica. Surge a pergunta se estes senhores são representantes do Estado Vaticano ou do Papa, como chefe de toda a Igreja, representante da tradição apostólica. Não se pode enganar e brincar com a fé e a identidade católica dos Povos de Deus, especialmente na América Latina e Caribe. Não nos sentimos representados por um diplomático da Hierarquia e temos o direito de rechaçar as oposições políticas do Estado do Vaticano e, inclusive, das oposições antiéticas e antidemocráticas da hierarquia”, afirmou o teólogo.

O comunicado é assinado por diversas representações de igreja de países como Brasil, Argentina, El Salvador, Uruguai e Chile.

As adesões podem ser enviadas para o email: comunidaddimensiondefe@yahoo.com.ar

Pensando a educação – Parte 3

Maria Alice Setubal é socióloga e publicou o artigo “Equidade e Desemprego Escolar: é possível alcançar uma educação de qualidade para todos?” na Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP). Leia algumas afirmações da educadora em conversa com Elisângela Fernandes. (Extraído da revista Nova Escola, edição nº 242, maio de 2011). Na próxima semana, postaremos a opinião da doutora em filosofia, Martina Roth, que fala da formação do professor e de tecnologia.
- O que falta para os docentes serem o centro das políticas educacionais?
“Uma mobilização para resgatar o valor simbólico da profissão. Hoje, as pessoas praticamente pedem desculpas ao dizer que lecionam. Precisamos aproveitar esse momento em que é crescente a percepção da sociedade sobre a relevância da educação.”
- O Brasil ampliou o acesso, mas não garante a educação de qualidade a todos. Onde está o erro?
           “Em diversos pontos. O primeiro é não ter valorizado o ensino com seriedade, recursos e investimentos na carreira docente. Era o mínimo a ser feito. Coloca-se a educação como prioridade no discurso, e não na prática. Prioridade não é fazer discurso. É a Presidente da República se reunir com governadores e prefeitos e encontrar pontos de consenso e fazer acordos. Se não, vamos continuar melhorando na inércia.”
google imagens

terça-feira, 26 de junho de 2012

Boletim Paroquial 092/2012


Missa Bilíngue
Neste primeiro domingo de julho (01/07), como de costume, teremos nossa Missa Bilíngue - 5º Domingo Depois de Pentecostes, às 09:45h, após a celebração teremos um pequeno “Coffee Break”. Você está convidado a contribuir.


Visita de Dom Sebastião
No 6º Domingo Depois de Pentecostes (08/07) será um domingo especial para nossa comunidade, pois teremos a presença de nosso bispo D. Sebastião Gameleira e com muito carinho nossa irmã Rita Sacramento de Coité será recebida em nossa comunidade como membro pleno da família Anglicana.
Marcando este momento especial convidados a todos e todas a contribuírem generosamente com nosso almoço comunitário, principalmente com bebidas e sobremesas.



Presença Anglicana em Ilhéus/BA
Vamos colocar em nossas orações a visita pastoral à Bahia de nosso bispo diocesano Revmo. D. Sebastião Gameleira, que iniciará pela cidade de Ilhéus. No dia 01/07, o Bispo presidirá uma Missa em Ação de Graças a Deus inaugurando oficialmente em Ilhéus o Ponto Missionário da Santíssima Trindade, durante a qual receberá 6 novos membros à comunhão da família Anglicana.



Que Deus possa abençoar a todos estes nossos irmãos e irmãs e que todos nós possamos viver com fidelidade nossa vocação cristã no amor de Cristo em serviço do Reino de Deus.



Paróquia Anglicana do Bom Pastor
End. Rua Travasso de Fora, 92
Bonfim - Salvador - Bahia – Brasil
Telefone: (71) 9129-4942

Um olhar sobre a Cúpula dos Povos e Rio+20


Parece que a natureza está respondendo simbolicamente ao clima de frustração presente no Rio de Janeiro exatamente quando se inicia a Conferencia com os chefes de Estado na Rio+20. Depois de dias luminosos e de muita dinâmica na Cúpula dos Povos e nos pavilhões do Rio Centro, o céu está cinzento e carregadas nuvens se sobrepõem à cidade. Aqui, no aeroporto embarcando de volta para o sul, repasso um pouco do que vi nestes dias de intensa movimentação.


Dois movimentos distintos. De um lado a Cúpula dos Povos com sua multifacetada imagem, reunindo movimentos sociais, ONGs, Igrejas e tantos outros atores que seria impraticável nominar todos aqui. Gestos, vozes, cânticos e danças compuseram uma fotografia colorida e viva, cheia de energia e de sonhos que pulsavam em toda a área do aterro do Flamengo. Neste contexto, minha participação foi em alguns pontos da programação, como por exemplo na vigília de domingo à noite. Ali, sob a inspiração do Criador, religiões proclamaram a necessidade de se afirmar direitos como elemento fundante de uma sociedade que precisa cuidar da criação e das criaturas. Pudemos interagir ali como nossos irmãos e irmãs de diversas matrizes espirituais e na sequência pude interagir com os mesmos em dois momentos reflexivos em painéis. Atores como o CONIC, Conselho Mundial de Igrejas, CLAI e ACT Alliance se revezaram em oficinas que discutiam acima de tudo a contribuição concreta das igrejas e religiões para a construção de um mundo justo e sustentável.

Neste contexto, a IEAB se destacou por uma delegação que esteve sempre interagindo para fora e para dentro de si mesma. Um aguerrido grupo de 16 anglicanos (até mais se contarmos com as presenças ocasionais) sob a liderança do nosso Primaz, d. Mauricio, se uniram a outras forças para afirmar o sonho de um mundo mais solidário, mais humano e mais sustentável.
Ao todo, pude participar oficialmente de três momentos de painéis e um momento de lançamento da publicação da Christian Aid sobre desigualdades no Brasil e na América Latina. E pude assistir outros dois painéis, todos dentro da agenda ecumênica da Tenda Religiões por Direitos. No Rio Centro, onde acontecia a agenda chamada de oficial, pude interagir no painel conjunto ACT Alliança e parceiros alemães sobre o sério problema da emissão de carbono na atmosfera e a postulação de um modelo econômico com baixo carbono – aliás assunto ainda ignorado pelos países ricos e por alguns países em desenvolvimento.
Ainda hoje, antes de embarcar de volta, pude ter um encontro conjunto ACT Aliança e Conselho Mundial de Igrejas com importante figura da incidência pública ambiental internacional: a ex- Presidente da Finlandia, Sra. Tarja Halonen.
Na medida em que a Conferencia caminha para seu final, me sinto um pouco frustrado com o que pode vir a ser mais um documento oficial que acabará não obrigando ninguém a nada. E mais uma vez os poderosos deste mundo preferiram pensar em seus próprios interesses e nos interesses das grandes corporações e de seus arquitetos do financismo do que assumir um compromisso de mudança.
É evidente o divórcio entre sociedade civil e governos e não sei como isso se resolverá. Talvez, como foi dito em um dos painéis, isso só se resolva com uma radical reforma política (se referindo ao Brasil). Enquanto isso não acontece fica a esperança de que o mundo acorde antes que seja tarde para se sustentar e garantir às futuras gerações uma sociedade menos predatória e autofágica. Da Cúpula dos povos fica o exemplo de que os sonhos continuam pulsando.
Do ponto de vista da IEAB, creio ter sido mais uma presença e testemunho eficaz. A presença anglicana na Rio+20, mesmo com as dificuldades de articulação entre as esferas internacional e nacional, teve no SADD/Anglican Alliance um grande ator. Foi muito bom conviver e ser acolhido pela DARJ e pela comunidade da Christ Church. Foi bom perceber que a IEAB se faz mais uma vez destacar na articulação ecumênica mais ampla. Foi bom estarmos bispos, clérigos e leigos articulados numa incidência pública. Repetimos assim o que tem sido nosso compromisso de articulação ecumênica e inter-religiosa, desde os fóruns sociais mundiais. Fica o desafio de melhor articular no futuro uma presença articulada também a nível internacional. Lamento que isso ainda seja um desafio a enfrentar. Talvez o exemplo de AA/SADD/ACEN sirva-nos de modelo para as nossas próximas incidências!

Meu abraço e minhas orações!

+ Francisco de Assis da Silva
Bispo da Diocese Sul Ocidental

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Organize sua agenda cultural

“Flores do Oriente” conta a trajetória de um padre enviado para uma localidade chinesa durante a Segunda Guerra Mundial. O filme está em cartaz na Sala de Arte Cine Vivo 2, no Shopping Paseo, Itaigara, em Salvador, às 15:50h da tarde. Atenção para os valores do ingresso: R$20 nas sessões de segunda, terça e quinta-feira; R$19 na quarta-feira; R$23 na sexta-feira e R$24 no sábado, domingo e feriados. A bilheteria aceita o pagamento de meia entrada para estudantes. Contatos pelo telefone (71) 3015-6867.
FILME - Flores do Oriente
guiadasemana.com.br

Boletim Paroquial 091/2012


Agende-se Para as Próximas Semanas.

24/06 – 09:45h – Missa da Natividade de São João Batista (4º Domingo Depois de Pentecostes)

01/07 – 09:45h – Missa Bilíngue (5º Domingo Depois de Pentecostes)

08/07 – 09:45 – Visita de nosso bispo D. Sebastião Gameleira (6º Domingo Depois de Pentecostes) – Missa com o Recebimento de nossa irmã Rita Sacramento de Coité na comunhão plena desta Igreja.

Vamos colocar em nossas orações a visita pastoral à Bahia de nosso bispo diocesano Revmo. D. Sebãstiao Gameleira, durante a qual receberá 6 novos membros à comunhão da igreja em Ilhéus no dia 01/07 e, na semana seguinte, mais uma pessoa aqui em Salvador.
Que Deus possa abençoar a todos estes nossos irmãos e irmãs e que todos nós possamos viver com fidelidade nossa vocação cristã no amor de Cristo em serviço de nossa Igreja.

Paróquia Anglicana do Bom Pastor
End. Rua Travasso de Fora, 92
Bonfim - Salvador - Bahia – Brasil
Telefone: (71) 3482-1575 ou 9129-4942
Blog: http://www.anglicanosnabahia.blogspot.com

Pensando a educação – Parte 2


google imagens

Nesta etapa da série, Eric Debarbieux, especialista em educação, fala com a repórter Lúcia Müzell sobre violência na escola. Debarbieux é autor dos livros “Violência na escola: um desafio mundial” e “Os dez Mandamentos Contra a Violência na Escola”. Ele também já ocupou a direção da Pesquisa e Avaliação da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). (Texto extraído da revista Nova Escola, edição nº 248, dezembro de 2011).
- Qual sua visão sobre o quadro da violência escolar no Brasil?
           “A pesquisa da Unesco que fizemos aí foi muito interessante. Ela mostrou que há violência e problemas. Entretanto, se compararmos esses resultados com os de outros países, eles foram bastante favoráveis. Nós pesquisamos alunos de 10 a 16 anos em escolas públicas de todo o país. A forma como eles veem os professores é muito positiva. Não romantizo de forma alguma essa situação. Mas é preciso reconhecer que os professores são muito mais próximos dos alunos do que em outros locais onde talvez eles sejam mais bem formados, mas não conseguem estabelecer essa relação. Em zonas onde a violência faz parte do cotidiano, com na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, as escolas se mantinham, dentro do possível, protegidas. Há fatores paternalistas, como fato de o filho do principal traficante estudar ali. Mas, em geral, no Brasil, a escola é um capital social. Ela faz parte da comunidade e, por isso, consegue se proteger parcialmente do que há de ruim nela. Em São Paulo, por exemplo, há escolas com grades e policiais na entrada, mas elas permanecem de portas abertas para a comunidade participar de atividades.”

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Pensando a educação – Parte 1

Manifestação da Greve Nacional da Educação em Feira de Santana
http://www.aplbsindicato.org.br/
A greve dos professores da rede estadual baiana de ensino completa, nesta sexta-feira (15), 66 dias de duração. Enquanto o governo não aceita o reajuste salarial de 22,22% pedido pela categoria, o cumprimento da carga horária letiva pode estar ameaçado. Além disso, infra-estrutura da escola pública e plano de carreira, por exemplo, são questões que continuam sem uma solução satisfatória. 
A partir de hoje, a série “Pensando a Educação” divulga frações de entrevistas sobre alguns problemas que afetam, principalmente, o ensino brasileiro. Para começar, leia o comentário do Ministro da Educação, Aloízio Mercadante. (Texto disponível na revista Nova Escola, edição nº 252, maio de 2012).
Denise Pellegrini e Maggi Krause: - O que está sendo feito para aprimorar a qualidade de ensino e diminuir os índices de reprovação e abandono?
           “Uma das iniciativas é o Programa Mais Educação, de ensino em tempo integral (sete horas por dia). Com uma jornada escolar maior, melhora o processo de aprendizagem. A prioridade está nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências, que são essenciais, mas o programa inclui dez macrocampos – como arte, cultura e esporte – complementares à grade e que podem ser escolhidos pela escola. A meta era chegar em 2014 com mais 32 mil escolas incluídas, mas serão 30 mil em 2012.”

terça-feira, 12 de junho de 2012

É hora de reflexão


google imagens
 "O amor é fonte inquestionável da nossa vida e não poderia deixar de regê-la. A ciência não pode negligenciar esse fato simplesmente por não dispor de instrumentos para mensurá-lo."
Extraído do texto "Ato amoroso – equilíbrio do ser humano", de autoria da médica Maria Lúcia Almeida de Santana, que foi publicado na edição do Jornal A Tarde nº 34.031, do dia 10/06/12.

Vamos interagir

google imagens
Se você tem ideias, sugestões de matérias, elogios e críticas, envie para o e-mail juniorberilo@hotmail.com, ligue ou mande torpedo para os telefones (71) 8841-1117/ (71) 8835-4208 e (71) 9129-4942.

Curso sobre o fim do mundo

"Propedêutica do fim do mundo: messianismos, milenarismos e escatologia numa perspectiva antropológica" é o tema do curso que será ministrado pelo antropólogo Cláudio Pereira. As aulas são abertas ao público e acontecem de 14 de junho a 19 de julho, toda quinta-feira, no Centro de Estudo Afro-Orientais (CEAO). O CEAO fica localizado no Largo Dois de Julho, área central da capital baiana.
"O objetivo do curso é buscar as razões e porta-vozes que defendem o fim do mundo, um tema recorrente da história da humanidade.", afirmou Pereira em um encontro com a repórter Fabiana Mascarenhas.
A inscrição para o curso é gratuita. Para realizar a matrícula e conseguir outras informações, ligue para (71) 3322-6742.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Programação do XXVIII Concílio da Diocese Anglicana do Recife.

XXVIII Concílio da Diocese Anglicana do Recife
Recife, 8 a 10 de junho de 2012.
Local: Catedral Anglicana da Santíssima Trindade, Recife/PE

Tema: “Desafios da Missão: diálogo, unidade e propósitos.”

“E disse eu aos nobres, aos magistrados e ao restante do povo: grande e extensa é a obra, e nós estamos apartados do muro, longe uns dos outros.”
Neemias 4.19


Dia 08 de junho (sexta-feira)

20h – Oração vespertina com o clero, o bispo primaz Dom Maurício Andrade e o bispo diocesano Dom Sebastião Armando
20h30 – Reunião do clero com o bispo Primaz Dom Maurício Andrade
22h – Lanche

Dia 09 de junho (sábado)

08h30 – Oração Matutina e boas-vindas aos conciliares
09h – Abertura do Concílio Diocesano – chamada dos presentes
9h10 – Palavra do bispo diocesano Dom Sebastião Armando
10h – Lanche
10h20 – Apresentação das Comunidades da DAR (“O que estamos fazendo em  nossas realidades locais?” Destaque para os progressos nas comunidades nestes últimos anos).
12h30 – Almoço
13h30 – Eleição e homologação de Comissões diocesanas

14h30 – Apresentação da Consulta às comunidades

15h30 – Debate e Perguntas
16h – Grupos de Trabalho
17h – Lanche  
17h15 – Apresentação dos Grupos de Trabalho
18h – Encaminhamentos
19h – Encerramento – Oração de Agradecimento e ofertório
19h30 – Jantar

Dia  10 de junho (domingo)

10h – Encerramento – Celebração na Catedral Anglicana da Santíssima Trindade com a presença do bispo Primaz Dom Maurício Andrade

sábado, 2 de junho de 2012

Domingo da Santíssima Trindade

 A Eterna Fonte da Santíssima Trindade

"Que bem sei eu a fonte que mana e corre
Mesmo sendo noite!
Aquela eterna fonte está escondida.
Bem eu sei onde tem sua guarida,
Mesmo sendo noite!
Sei que não pode haver coisa tão bela
E sei que os céus e a terra bebem dela,
Mesmo sendo noite!
Sua origem não a sei, pois não a tem,
Mas sei que toda a origem dela vem
Mesmo sendo noite!
O fundo dela, sei, não pode achar-se;
Jamais por ela a vau pode passar-se,
Mesmo sendo noite!
É claridade nunca escurecida
E sei que toda a luz dela é nascida,
Mesmo sendo noite!
Tão caudalosas são as suas correntes
Que céus e infernos regam, mais as gentes,
Mesmo sendo noite!
Nascida de tal fonte, esta corrente
Bem sei que é mui capaz e omnipotente,
Mesmo sendo noite!
Das duas a corrente que procede
Sei que nenhuma delas antecede,
Mesmo sendo noite!
Aquela eterna fonte está escondida
Neste pão vivo para dar-nos vida,
Mesmo sendo noite!
Aqui está chamando as criaturas:
Desta água se saciem, e ás escuras,
Porque é de noite!
É esta a viva fonte que desejo
E neste pão de vida é que eu a vejo,
Mesmo sendo noite!"

SÃO JOÃO DA CRUZ, Monge Carmelita e Doutor da Igreja (1542-1591)