terça-feira, 6 de novembro de 2012

Célula-tronco ainda divide opiniões (Parte 1)

       Atendendo a uma sugestão de pauta para o blog, vamos postar textos sobre as células-tronco. O assunto é polêmico, principalmente, porque mistura ciência e fé. Na abertura da série, leia a definição do termo célula-tronco, conforme esclarece a farmacêutica e bioquímica Alexandra Vieira.
Crédito: google imagens.
       “De forma bem simplificada, células-tronco são células primitivas, produzidas durante o desenvolvimento do organismo e que dão origem a outros tipos de células. Existem vários tipos de células-tronco: 1. Totipotentes - podem produzir todas as células embrionárias e extra embrionárias; 2. Pluripotentes - podem produzir todos os tipos celulares do embrião; 3. Multipotentes - podem produzir células de várias linhagens; 4. Oligopotentes - podem produzir células dentro de uma única linhagem e 5. Unipotentes - produzem somente um único tipo celular maduro. As células embrionárias são consideradas pluripotentes porque uma célula pode contribuir para formação de todas as células e tecidos no organismo”. Extraído de http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0%2C%2COI472268-EI1434%2C00.html.
       Na próxima semana você irá descobrir como é feita a aplicação das células-tronco pela medicina.