domingo, 16 de dezembro de 2012

3º Domingo do Advento

Ventos, calai-vos
Nuvens, chuvei
árvores nuas, acolhei 

Águas dos céus
Descei
Fecundai
Inundai esta terra
terra árida e sequiosa

Silenciosamente
Espreitai e esperai
Mesmo de noite, esperai
Ele aí vem
Bate secretamente à porta
Como quem chama,
Fica à espera

“Se Me abrires entrarei e cearei contigo”