quinta-feira, 31 de julho de 2014

Entrevista com Sônia Mota (parte 2)

       Osvaldo Junior: - Nós cremos na onisciência de Deus, mas porque é importante manter o canal de oração com Ele?
       SM: - Deus sabe o que vai em nossos corações independentemente se o expressamos ou não. Mas creio que a oração aprofunda nossa relação com Deus. Mesmo que a resposta à nossa necessidade não venha assim como a esperamos, aprendemos, com a oração, que podemos confiar em Deus, pois podemos despejar diante dele toda a nossa culpa, raiva, desilusão e inconformidade com o mundo e com o próprio Deus, sabendo que ele fará o que é melhor para nós. Na oração permancemos unidos/as a Deus e também a nossos semelhantes, na medida em que intercedemos por eles em suas necessidades. Esse elo de comunhão é importante. Importante também é saber que, na oração em comum, como por exemplo, o Pai Nosso, somos parte de um corpo bem maior, mundial, ecumênico.