sábado, 9 de maio de 2015

Reflexão


https://mulherdefibra.wordpress.com/2011/11/08/escolhas/

     “A possibilidade de escolher entre o bem e o mal abre imensos horizontes para nós: tanto podemos crescer e perfeição como podemos definhar; podemos nos realizar humanamente ou nos empobrecer – só que ninguém cresce ou se empobrece sozinho.
     Se Deus fosse intervir cada vez que alguém opta pelo mal, sua atuação no mundo seria contínua. Com isso, estaria eliminada a nossa liberdade. Ser livre significa, pois, ser responsável. Somos responsáveis por nossas escolhas e decisões; somos responsáveis pelas consequências do que fazemos. Entende-se, pois, a proposta que nos é feita pelo Senhor: “Eu vos propus a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e teus descendentes” (Deuteronômio 30:19).
     
     Dom Murilo Krieger é Arcebispo de Salvador (BA) e Primaz do Brasil. Trecho extraído de “Onde estava Deus?”, jornal A Tarde, edição 35.074, de 19/04/15, página a3.