sábado, 6 de junho de 2015

Entrevista

http://portalecumenico.net/noticias-detalhe.asp?cod=3734

     Uma resposta negativa da Câmara e do Senado sobre a Reforma Política proposta pela OAB e CNBB atinge a missão da Igreja?

     Dom Leonardo - Não atinge, porque a missão da Igreja é anunciar Jesus, seu Evangelho, sua vida, a vida do Pai, a vida da Trindade. Essa é a primeira missão da Igreja. Naturalmente, essa missão de anunciar tem como consequência uma Igreja situada, presente, servidora. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB como Igreja, deseja servir. É por isso que a CNBB participa ativamente com propostas para a Reforma Política. Não dogmatizamos a proposta da Coalizão, mas a apoiamos, porque achamos que é uma proposta coerente. Ela continuará com a reflexão e o debate em torno da Reforma Política. O debate continua sendo importante. Infelizmente, a grande mídia não se interessou pelo tema. Devemos dar continuidade; mesmo que as propostas da coalizão fossem aprovadas, existem muitos outros pontos que exigem mudança para que haja uma Reforma Política e não uma mera reforma eleitoral.
     Leonardo Steiner é Secretario Geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e foi entrevistado por Rosinha Martins. Confira o texto completo no link http://portalecumenico.net/noticias-detalhe.asp?cod=3734